Sondotécnica Engenharia

Duplicação da Avenida das Américas e Túnel da Grota Funda

Cliente: PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO


Projeto executivo da duplicação de subtrecho da Avenida das Américas entre o atual km 19 (junto e antes da ponte sobre o canal de Sernambetiba) e a ponte sobre o rio Portinho, com interligação das Baixadas de Jacarepaguá e de Guaratiba, através do Túnel da Grota Funda, numa extensão total de 7 km.

• Abrangência dos Serviços
A Av. das Américas, uma das principais vias que atravessam a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, inicia se ao final da Av. Armando Lombardi (canal de Marapendi), desenvolvendo-se no sentido Leste-Oeste, até alcançar a região de Guaratiba. No trecho entre a Avenida Ayrton Senna e as proximidades do canal de Sernambetiba, a avenida é formada por duas pistas independentes separadas por canteiro central. A partir do canal de Sernambetiba até a Estrada do Pontal passa a ser constituída por pista simples, com duas faixas de rolamento (uma por sentido) e acostamentos. A transposição da Serra de Guaratiba é feita, atualmente, por estrada sinuosa, em pista simples, com duas faixas de rolamento (uma por sentido) e acostamentos em grande parte. Ao atingir a Baixada de Guaratiba, a via passa novamente a ter um traçado retilíneo, mantendo as características do trecho não duplicado.

• Duplicação da Avenida das Américas

A duplicação da Av. das Américas a partir das extremidades da travessia sobre o canal de Sernambetiba, ao longo do traçado atual, até atingir a estrada do Pontal, transpondo a Serra da Guaratiba através de dois túneis da Grota Funda (com 1.041 e 1.104 m), desembocando nas proximidades do cruzamento da Estrada de Barra de Guaratiba com a Av. das Américas, incluindo a implantação de uma praça de pedágio entre o emboque de Guaratiba e a interseção existente da Avenida das Américas com a estrada de Barra de Guaratiba, envolvendo as atividades de estudos hidrológicos, geológicos e geotécnicos; projetos geométrico, de prédio de administração do pedágio, de terraplenagem, de drenagem e obras-de-arte complementares e especiais, de pavimentação, de sinalização, de remanejamento de interferências, de túneis; da praça de pedágio; métodos construtivos; especificações técnicas; quantitativos, custos e orçamentos; coordenação geral e apoio; levantamento topográfico planialtimétrico complementar; sondagens a trado, percussão e rotativa; ensaios geotécnicos; e levantamentos topográficos para desapropriação.

• Modelagem (Plano de Exploração Viária) para Privatização da Construção e Operação do Empreendimento

Esta modelagem compreende os Trechos A-4: ponte sobre o canal de Sernambetiba até a ponte sobre o rio Portinho numa extensão de 7 km e A-5: ponte sobre o rio Portinho até a Estrada da Pedra numa extensão de 12 km, do Anel Viário, envolvendo estudos de tráfego – contemplando um programa de pesquisas de Origem e Destino e contagens volumétricas classificatórias; estudo socioeconômico – voltado para a determinação das Taxas de Crescimento de Tráfego por tipo de veículo até o horizonte do projeto (25 anos); e Determinação do Tráfego Pagante ao longo do período de concessão; Análise de Viabilidade Financeira, incluindo o cash flow e a determinação dos parâmetros: TIR, B-C, B/C e pay-back.

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO – 1997/1998