Sondotécnica Engenharia

Passagem Subterrânea da Praça XV

Cliente: INPLANRIO

  
Anteprojeto, projetos básico e executivo da passagem subterrânea na Praça XV, sob o viaduto da Avenida Perimetral, envolvendo os seguintes estudos / projetos:

• Estudos de alternativas de arranjo para definição da alternativa final escolhida, incluindo pesquisa de tráfego, reuniões com os órgãos do município;

• Projeto civil, elétrico e mecânico compreendendo desenhos de arranjo, layout e de detalhes, especificações técnicas, folha de dados, listas de materiais, memórias de cálculo e estimativas de quantidades e de custos, tanto para a aquisição dos equipamentos e materiais (projeto básico) quanto para a execução das obras (projeto executivo);

• Projeto geométrico de cerca de 1.000 m de eixos das pistas e rampas de acesso, incluindo notas de serviços para locação das paredes laterais;

• Projeto geotécnico e estrutural de 30.000 m2 de paredes diafragma com espessura de 0,60 m, 17,5 m de profundidade máxima e cerca de 400 m de extensão, estroncadas na parte superior através da execução da laje superior, envolvendo cerca de 18.400 m3 de concreto bombeado e de 2.950.000 kg de aço para as armaduras das gaiolas;

• Projeto estrutural das lajes interior e superior, com espessura de 0,50 m e 1,00 m, respectivamente, envolvendo cerca de 18.000 m3 de concreto e 2.600.000 kg de aço CA-50;

• Projeto de remanejamento de 600 m de redes de esgotos e 240 m de galerias de águas pluviais;

• Projeto de drenagem da área superficial, envolvendo o dimensionamento de cerca de 700 m de novas redes de drenagem;

• Estudos para definição das demais redes dos serviços públicos, que interferiram com projeto da passagem;

• Projeto de drenagem pluvial da área subterrânea, compreendendo dimensionamento de duas estações de bombeamento, sul (três bombas de 15 cv e uma de 1/2 cv) e norte (três bombas de 5 cv e uma de 1/2 cv);

• Projeto de ventilação e exaustão da área subterrânea, compreendendo a implantação de seis ventiladores de 3 cv, cada;

• Projeto elétrico e mecânico, compreendendo desenhos finais de projeto executivo e de detalhes (eletrodutos, fiação e das tubulações), diagramas unifilares e funcionais, etc., necessárias para a execução das instalações;

• Projeto do sistema de iluminação pública das pistas de tráfego, envolvendo potência da ordem de 95 kVA, com controle automático através de relés fotoelétricos, incluindo o Painel de Distribuição de Iluminação Pública, de 220/127 V, e o sistema de luminárias, eletrodutos, condutores e acessórios; iluminação pública das pistas de tráfego, envolvendo potência da ordem de 95 kVA, com controle automático através de relés fotoelétricos, incluindo o Painel de Distribuição de Iluminação Pública, de 220/127 V, e o sistema de luminárias, eletrodutos, condutores e acessórios; Projeto da iluminação interna (potência total de 200 kVA) compreendendo a iluminação das plataformas de pedestres e de outras partes internas, bem como a distribuição de potência (potência de 38 kVA relativa à iluminação normal e 7 kW para iluminação de emergência) para essas áreas, para as estações de bombeamento sul e norte (potência de 47 kVA e 17 kVA, respectivamente) relativas à drenagem pluvial, para as escadas rolantes e para os ventiladores (18 kVA), incluindo: painel de medição de energia fornecida (padrão Light), painel de distribuição de energia, painéis de bombas de drenagem Sul e Norte e o painel de ventiladores, todos trifásicos, de 220/127 V; painel de iluminação de emergência, de 127 V CA / 125 V CC e o painel de distribuição de corrente contínua de 125 V;

• Projeto das instalações de potência compreendendo o grupo diesel-gerador de emergência, trifásico, de 130 kVA, 220/127 V, 1.800 rpm e a bateria de acumuladores, de chumbo-ácido, 125 V, 175 ah/8h;

• Projeto de acabamento das plataformas de pedestres, na área subterrânea, com 4.600 m2 de piso de alta resistência, com acessos às mesmas efetuado através de rampas e de oito escadas rolantes com 1,00 m de largura com potência de 8 kW, cada;

• Projeto de arquitetura e urbanismo da nova área superficial, composto basicamente de revestimento da laje superior e áreas adjacentes com cerca de 28.000 m2 de placas de granito, 14.500 m2 de pedras portuguesa decorativas em diversas tonalidades e 5.200 m2 de paralelepípedo, incluindo projeto de iluminação (cerca de 100 postes com alturas entre 4,50 e 9,00 m, 200 luminárias LRJ-19, 20 refletores PRJ-01, padrão RIOLUZ e de 3.600 m de eletrodutos e 6.700 m de cabos para iluminação).

INPLANRIO – 1995/1997