Sondotécnica Engenharia

Programa de Saneamento Ambiental em Bacias Hidrográficas de Mananciais do Alto Tietê

Cliente: Prefeitura do Município de São Paulo

  
Gerenciamento, fiscalização de obras, bens e serviços do Programa de Saneamento Ambiental em Bacias Hidrográficas de Mananciais do Alto Tietê.

Objetivos do gerenciamento, fiscalização e acompanhamento das obras
Intervenções compreendendo canalizações de córregos e implantação de vias de fundo de vale, implantação de microdrenagem, racionalização da coleta de resíduos sólidos, fiscalização integrada, incentivo às atividades econômicas compatíveis com a preservação dos reservatórios, educação sanitária e ambiental, visando a urbanização de favelas e núcleos de baixa renda e infraestrutura de áreas urbanas envolvendo a supervisão e fiscalização de obras de rede de distribuição de água, coleta de esgotos, geotecnia e contenção de encostas, pavimentação, sistema de drenagem, fiscalização das obras de construção de unidades habitacionais, fiscalização e acompanhamento dos serviços técnicos de proteção ambiental; instalação de equipamentos na área de urbanização, lazer, praças e centros comunitários, saneamento e residentes em favelas ou em área de risco, tendo como pressupostos a remoção do menor número possível de famílias do local onde residem, privilegiando o reassentamento das famílias em locais próximos à moradia atual, dando prioridade a alternativas de atendimento que inviabilizem as “vendas informais” e consequentemente o retorno de famílias atendidas pelo Programa a situações inadequadas de habitação, eliminação de áreas de risco, acompanhamento social, regularização fundiária, ação integrada com governo local e programas sociais.       

Componentes do Programa

Instrumentos de Sustentação, Acompanhamento, Controle e Viabilidade do Projeto
• Implantação ou Consolidação do Sistema de Gestão;
• Controle Sanitário;
• Educação Ambiental e Monitoramento Pós-Obra;
• Sociedades e Promoção Social;
• Viabilidade de Projetos.

Estruturação e Recuperação Urbana
• Execução do Plano de Emergência;
• Obras de Recuperação Urbana (urbanização de favelas e adequação de infraestrutura em lotes)
• Obras de Unidades Habitacionais para Reassentamentos;
• Regularização fundiária;
• Monitoramento e Manutenção das Intervenções em Favelas;
• Revitalização Urbana

Ações de Preservação e Recuperação Ambiental
• Implantação de parques e áreas de preservação ambiental;
• Arborização Urbana;
• Repovoamento Vegetal;
• Recuperação de Áreas Degradadas.

As atividades de inspeção, fiscalização e acompanhamento desenvolvidos pela Sondotécnica estão consubstanciadas nas seguintes ações operativas:

Planificação e Controle:
• Elaboração de Macroplanificação das várias frentes de serviço;
• Supervisão, acompanhamento, verificação e controle da execução das obras do aterro, pavimentação, drenagem, estruturas e geotecnia;
• Acompanhamento e participação nos trabalhos sociais;
• Planificação das diversas etapas do reassentamento visando compatibilizar esta atividade com o avanço das obras;
• Apoio à realização de esclarecimentos a cada família dos trechos da casa atingida, reforma proposta, cronograma da execução da demolição e da reconstrução/adaptação do trecho atingido;
• Elaboração de relatórios técnicos e inspeções técnicas, visando atender às reclamações/solicitações das comunidades atendidas pelo Programa.
• Coordenação dos registros de dados e informações técnicas necessárias à elaboração dos desenhos “as built”.

Apoio técnico e administrativo
• Apoio na preparação de toda a documentação necessária para os aportadores de recurso;
• Apoio na elaboração de relatórios de prestação de contas do uso de recursos e serviços extracontratuais;
• Implantação, organização e operação de um sistema de arquivo, tramitação e recuperação de toda a documentação técnica e administrativa;
• Organização do arquivo técnico e memória do Programa;
• Revisão e/ou adequação de projetos de redes de abastecimento de água, redes coletoras de esgotos sanitários, urbanização de favelas, canalização de córregos, pavimentação, unidades e conjuntos habitacionais, contenção geotécnica, recuperação e regularização das áreas degradadas.

Bacia do Guarapiranga (Área 163 km2)
• População residente 498.043 habitantes;
• Domicílios em favela 23.000;
• Lotes urbanos irregulares 60.000.

Bacia Billings (Área 229 km2)
• Captação para abastecimento 4m3/s;
• População residente 526.390 habitantes;
• Domicílios em favela 18.000;
• Lotes urbanos irregulares 80.000.

Famílias beneficiadas 27.663, sendo 7.807 em favelas e 19.856 em lotes de Baixa Renda.

Obras de Edificações de Habitação: área construída 13.317,00 m2.

Áreas de Lazer e Edificações Comunitárias: 23.995,00 m2

Urbanização de Favelas: 182.090,00 m2

Urbanização de Lotes irregulares de baixa renda: 358.019,00 m2

Canalização de córregos em gabião: 11.291,09 m3;

Rede de águas pluviais: 5.782,24 m;

Rede coletora de esgotos: 13.045,00 m;

Conexões domiciliares de esgoto: 1.851 un;

Rede de distribuição de água: 4.423,00 m;

Conexões domiciliares de água: 784 un;

Vias pavimentadas: 107.550,00 m2;

Obras de contenção: 15.51,00 m².


Data: 2002 - 2007